Fim de tarde com os cães

escrito por Naiara Santos Heiber


   Eles fazem parte da nossa vida e nos deixam muito mais felizes, chegamos em casa e somos recepcionados de uma forma excepcional, com latidos, pulos, choros, gritos e muita bagunça!

Estão sempre presentes nos fazendo companhia e nos arrancando sorrisos, sempre querendo chamar nossa atenção e mostrar amor incondicional.

No início do nosso namoro nós adotamos o Schwarz (Pois é, meio complicadinho pra falar então podem chamar pelo apelido: Vene, que é mais fácil) haha. Ele foi muito bem recebido pela família do Marlon e sempre fez companhia para ele.

Minha família adotou um guapequinha na mesma época, de um abrigo animal aqui de Joinville. Ele se chama LoopyRecentemente ele teve uma complicação na coluna e por este motivo não pode correr e quase não consegue se firmar, e ficar em pé. Muito triste vê-lo assim, não podendo brincar com o Vene.

De qualquer forma, neste final de semana resolvemos fazer um encontro entre os dois e passar a tarde com eles.
Não deu pra ficar muito tempo com o Loopy, como ele não podia correr eu acabei ficando com muita pena e levei ele para o cantinho dele.
Tivemos uma tarde tranquila e divertida! Se você tem um cão, reserve pelo menos 15 minutos do seu tempo para dar atenção pra ele todos os dias, por mais que 15 minutos seja pouco, ele contará os segundos todos os dias por esses 15 minutos com você. Não esqueça de levá-lo para passear! E quando ele envelhecer ou adoecer, continue dando a mesma atenção e cuidados a ele, retribua o amor que é e que foi dado por ele.

Veja mais fotos no Flickr!

"Para um cão, você não precisa de carrões, de grandes casas ou roupas de marca. Símbolos de status não significavam nada para ele. Um pedaço de madeira já está ótimo. Um cachorro não se importa se você é rico ou pobre, inteligente ou idiota, esperto ou burro. Um cão não julga os outros por sua cor, credo ou classe, mas por quem são por dentro. Dê seu coração a ele, e ele lhe dará o dele. É realmente muito simples, mas, mesmo assim, nós humanos, tão mais sábios e sofisticados, sempre tivemos problemas para descobrir o que realmente importa ou não. De quantas pessoas você pode falar isso? Quantas pessoas fazem você se sentir raro, puro e especial? Quantas pessoas fazem você se sentir extraordinário?" John Grogan



Comentários
4 Comentários

4 comentários:

  1. Awwn, eles são tão fofos <3
    Parabéns pelo blog, gostei muito :3
    www.frescuraadolescente.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São uma gracinha!!

      Obrigada por visitar o blog, volte sempre :D

      Excluir